“HONG FUCKING KONG”: NOVO TEMA DO THE QUEERS LIBERADO PARA STREAMING

Acho que, se me dissessem apenas o nome da música (“Hong Fucking Kong”), eu já chutaria tratar-se de algo que tenha Joe Queer como responsável. E tal título não se trata de xenofobia ou preconceito: no caso dos Queers, banda que o cara carrega nas costas há quase 40 anos, a pedra de toque é a revolta juvenil, a birra adolescente do “odeio tudo que cruze meu caminho”, a ideia de que o mundo mereça ser enxergado somente pelas lentes do mau humor e da autocomiseração. Pode parecer que Joe tem a controvérsia como propósito maior, e suas declarações, que vão de xucrices rasas a babaquices vergonhosas, dão munição a quem o odeia – caráter duvidoso para uns, imaturidade derivada da síndrome de Peter Pan para outros (cultivada por um punk de outra geração, cabeça-dura demais para se adequar a qualquer sistema que consideremos “normal”). E, mesmo que musicalmente tal conceito oscile entre momentos brilhantes e pentelhações cansativas, o sujeito é teimoso e não arreda pé, tanto de manter o conjunto na estrada quanto de jamais abrir mão da personalidade que construiu para ele (e para si mesmo). Os Queers sempre serão maiores que seu líder – e isso é o que importa, no fim das contas.

Hong Fucking Kong”, disponível logo aí abaixo para o leitor do Monophono dar aquela orelhada básica, estará em um split 7” com a dupla garage punk de Los Angeles The Two Tens, chamado “Cha Cha Cha”, a ser lançado dia 18 de setembro via ProHawk Records (EUA) e SBAM Records (Europa). E, assim como o que de mais memorável a banda já produziu, é um tributo ramônico desabusado e de onipresente espírito bubblegum, com aquele mix de raiva obtusa e diversão rock’n’roll que somente eles sabem equacionar a contento. 

 
Sobre a canção, Joe declarou, em seu melhor (e único) estilo: “Tivemos a ideia para seu título quando excursionamos pela China. Ficamos esperando no aeroporto por cerca de 12 horas, isso porque nosso voo continuava a ser adiado. Mas eles nos falaram para permanecermos no aeroporto e não retornar ao hotel. Pra melhorar, já havíamos passado pela Alfândega, e teríamos de encarar tudo novamente se fôssemos embora. Alguém disse, ‘qual a próxima parada?’, e um palhaço qualquer falou ‘Hong Fucking Kong, pelo que eu sei’. Fiz uma nota mental de que esse seria um bom título para uma composição e voila!”. 

A pré-venda do split “Cha Cha Cha” em vinil 7″ pode ser adquirida clicando aqui ou aqui.

Confira abaixo “Hong Fucking Kong”,  novo single do The Queers:

The Queers ao vivo em 2018:

Deixe uma resposta